26 abril 2012

O Poder pode... se quisermos!


O jovem que foi vítima da prepotência relatada no comunicado que segue, recebido do MSE e lido no 5dias.net, não sabe mas nós dizemos, que este ambiente começa a ser igual a outros de má memória porque nós o reconhecemos pelo cheiro que anda no ar. Os tempos estão a mudar. As coisas vão tomar outro rumo, porque este Poder é burro. É isso, o Poder nunca gostou das pessoas, serve-se delas como estrutura. De facto, é a Democracia que constrói, o Poder só destrói, logo, só pode ter um fim…

“COMUNICADO DE IMPRENSA
Um membro do Movimento Sem Emprego foi constituído arguido sendo-lhe imputado o crime de desobediência por alegadamente ter "convocado uma manifestação sem autorização". Resta dizer que a dita manifestação se compunha de 4 pessoas e consistiu numa acção de divulgação do movimento frente ao Centro de Emprego do Conde de Redondo.”

2 comentários:

Rogério Pereira disse...

Se estivéssemos mais, não seriam quatro.
Estamos em deficit de presença devida... e de vida

Graza disse...

Tem toda a razão. Esse é aliás um ponto pelo qual nos devemos bater: a cidadania plena que leve o cidadão a não precisar de tutelas para determinar as suas linhas de ação. A autonomia de pensamento. A riqueza de ser ele a pensar como agir.