22 fevereiro 2005

EM NOME DO CINEMA EUROPA

O lobby imobiliário não foi amigo da causa dos inquilinos e continua a não sê-lo, estaremos por isso sempre prontos para ajudar quem se sinta ameaçado pelas suas pressões.
Agora é em Campo de Ourique, um dos bairros de maiores referências de Lisboa de onde desapareceram já três salas de cinema e tem um déficit de espaços culturais, a Câmara Municipal de Lisboa não encontra outra utilidade para aquela sala que não seja trazer mais carga habitacional para um bairro já congestionado, através da autorização para construção de um Condomínio de Luxo.

P'rás urtigas também as classificações do IPPAR, quanto à representação de uma fase da arquitectura portuguesa.
São mais uma vez os lobbys.
Veja
aqui e também aqui o que diz a aflita comissão de defesa daquela sala que acha que aquele bairro tem direito a preservar as suas memórias e a exigir que a qualidade de vida dos seus habitantes não passa por encher os bolsos de mais alguns patos bravos.



1 comentário:

Lolita disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.