31 março 2005

É MUITO BOM TER AMIGOS!

Como o amigo é grande e amizade é um bem inestimável, aqui fica também em registo virtual a minha homenagem a um amigo no última dia de trabalho.

Amigo Reis.

Se algum dia alguém duvidar de ti e não acreditar na tua odisseia, mostra-lhes esta carta e diz-lhes que tiveste um mundo de amigos e que hoje ficam com um nó na garganta e muitas amigas que deixas à beira de um ataque de nervos. Em seguida, mija-lhe em cima, porque hoje finalmente te saiu a sorte grande!

Diz-lhes que não é fácil chegar lá, muito sacrifício ficou pelo caminho, a família que o diga, mas que as conquistas difíceis são as que mais nos marcam e valorizam.

Não permitas que duvidem um minuto da tua honestidade porque esse é o pecúlio maior que levaste de uma vida de trabalho.

Mostra-lhes que vale a pena fazer tudo com ética, de outra forma, não estarias a sair pela porta grande depois de colar cartazes nos elevadores, e que não é qualquer um que anda de gatas em frente da secretária do patrão!

Avisa-os no entanto que não confundam humildade com outro palavrão qualquer, porque cada um tem o direito de escolher a roupa que veste, sem que por isso deixe de ter o crédito que lhe é devido.

Ou então, que foste a prova que de espinha direita se pode servir melhor uma empresa, não levando a má consciência de um qualquer Judas.

Diz-lhes que houve um amigo que teve muita honra em ser convidado por ti, e teve mais, em ter trabalhado contigo.

31 de Março de 2005

(Para a posterioridade: GRAZA, vizinho na juventude (sem saber), colega de guerra (algum tempo), primo por afinidade (uma homenagem ao Sogro), colega de trabalho (quase uma vida) e amigo (p’ra sempre)

2 comentários:

apenas eu... disse...

...vou lendo a pouco e pouco os teus posts... hoje, este deixou-me um sorriso nos lábios...deve ser muito bom alguém escrever algo tão bonito sobre um amigo, neste caso, sobre o teu Amigo Reis... realmente "É muito bom ter Amigos" ...

Graza disse...

Maria João, o mérito é do amigo que justificou a carta que aliás lhe foi entregue em formato papel. Há coisas que não devemos deixar passar na vida sem o prémio mais importante, o do reconhecimento.