27 setembro 2007

Mourinho, Santana e SIC

“Em Portugal nada acontece, não há drama, tudo é intriga e trama.”

Quando um directo dos exteriores interrompeu Santana e levou a emissão da SIC Notícias para a chegada de Mourinho, nós próprios em casa reagimos com espanto perante a relevância dada ao facto. A prova, foi que no Aeroporto só estavam meia dúzia de pessoas. Não nos espantou depois a reacção do L’infant térrible, recusando-se a continuar a entrevista. Foi mais uma vez Ricardo Costa convencido, a baralhar na televisão, ao criar a notícia à sua maneira.

2 comentários:

Jorge Pinho disse...

Eu não gosto do Santana Lopes, mas desta vez tiro o chapéu à atitude tomada por ele em não continuar a entrevista e ter frontalmente explicado porquê! ...ganhou pontos na minha consideração!

...um abraço João

Graza disse...

Alleluia! Sejas bem vindo...
Ricardo Costa tem quanto a mim abusado de algumas formas inviesadas de fazer notícia. Não gosto do seu formato nem dos habitués da Estação. Já não posso ver por lá o Luis Delgado. Isto caíu como sopinha no mel ao Santana e agora o que ressalta é que foi o único que teve a coragem de por pontos nos ii, e como tu, há muitos a tirar-lhe o chapéu.