09 fevereiro 2012

226

.
226
.
.
.

2 comentários:

Rogério Pereira disse...

Por familiar
tal porta
não me canso de a olhar
Posso me sentar um bocado
nesse degrau
e desfrutar o prazer de estar
sentado?

Graza disse...

:)... Foi pena termos perdido tanto património igual. Este salvou-se, e dá ali um bonito enquadramento.