05 maio 2012

O Montado Alentejano


  

 Schubert, por Lang Lang. 

Um dos ecossistemas mais bonitos, pela perfeição. Deveria ser crime trocá-lo por campos de golfe.

4 comentários:

folha seca disse...

Caro Graza
Excelente. Um bom momento com a musica certa para o enquadramento.
Abraço e bfs
Rodrigo

Graza disse...

Obrigado Rodrigo, mas é um risco, esta questão da música. Muitos não gostam, embora haja situações de complementaridade que a torna indispensável à mensagem. Aqui, este Serenade, representa essa serenidade que encontrei enquanto fotografava. Só tenho pena que no slideshow não se vejam algumas aves, de rapina por exemplo, que tranquilamente saltavam para os galhos das árvores não parecendo assustar-se muito.

Rogério Pereira disse...

A mágoa de um destino
a mágoa, a mágoa
maus desígnios de água
de usos mais úteis desviada

A beleza quase sempre esconde
más decisões de homens
só não sei se tal é eterno
ou
efémero

Graza disse...

De homens, Rogério? Pois é. Conhecemos a natureza do Homem e sabemos do que é capaz, mas também do que não é. Não sou um homem de Fé para acreditar na sua redenção, mas teimo em apostar nas suas grandezas, sem duvidar nunca da eternidade dos seus disparates. Mas claro, é competência da poesia que aqui deixámos apostar no contrário

Um abraço.

P.S. O seu "Fardas..." anda emprestado a alguém que fez percursos idênticos e com vontade de escrever.