16 março 2005

CINEMA EUROPA E CIDADANIA

Já chamamos a atenção para o problema à volta da destruição de mais um cinema em Lisboa: O Cinema Europa em Campo d’Ourique.

Voltamos novamente, não só para dar conta que aquela luta tem ganho o seu espaço de visibilidade, apoio e agora audição, com o tema a ser hoje tratado na TSF, mas também, para demonstrar a validade que podem ter estes movimentos de cidadania.

Somos frontalmente contra qualquer movimentação mais ou menos corporativa que se acoberte da generosidade da aderência do cidadão, a causas que considera suas. Há por vezes linhas de fronteira que tentam ser aproveitadas, para desvirtuar um dos mais bonitos movimentos do exercicio dos direitos do cidadão.

Só com uma sociedade civil esclarecida e forte, crítica e actuante o cidadão verá defendidos os seus legitmos direitos, isto é: delegar responsabilidades, quando já percebemos que são fracos os níveis de eficácia dos poderes investidos que funcionam muitas vezes em função da denúncia de telejornal, é um risco.

Campo d’Ourique está por enquanto a ser um exemplo disso. Têm por isso todo o nosso apoio os habitantes daquele bairro, assim como, quem faz os possíveis por manter aqui, esta luta em aberto.

1 comentário:

Nuno Miskaro disse...

Salvem o cinema Pacha de arroios (rua francisco sanches)!