16 março 2008

Aos Amigos

.
Este blog já serviu outras causas, mas vai agora servir uma que por direito próprio, as suplanta.

Não sei como agradecer a surpresa total da vossa intromissão naquilo que julgava ser um restrito jantar de família. Gosto sempre de estar convosco, mas é espantoso como gostei tanto de vê-los ontem, foi uma espécie de renovação da nossa amizade.

Disseram que:
“Gostaríamos de estar à altura da tua ambição, de teres amigos empenhados na luta por causas que entendes serem justas. Nós entendemos-te querido João!... Mas por uma razão ou por outra, nem todos temos a tua determinação, o teu saber. Pois é... no entanto é com homens assim, com a tua “garra” que o mundo mexe e avança.”

E eu diria que se não consigo mudar os amigos, como hei de conseguir mudar o mundo!... É uma tarefa hercúlea mas acho que não vou desistir, porque aí, também morreria qualquer coisa.

Sabem que não corro pelas luzes e que as evito, admiro quem lida bem com elas, mas sinto-me longe de quem as procura. Aquele factor surpresa não desencadeou a exteriorização adequada ao momento porque tudo se operou cá dentro, mas vai durar por muito tempo.

Um forte e amigo abraço a todos.


.

5 comentários:

lapa disse...

http://palcopiniao.blogspot.com/search/label/C%C3%82MARA%20MUNICIPAL%20DE%20COIMBRA%20URBANISMO

DIVULGUE ILEGALIDADES... OBRIGADO!

tacci disse...

Não sei que evento suscitou esta manifestação de amizada, mas os meus parabéns por tê-la recebido.
Um abraço.

Anónimo disse...

MUITOS PARABENS! (ATRASADOS)

O reconhecimento da grande pessoa que é não me surpreende. Devia haver mais Joões Grazinas neste mundo!

Um beijinho muito grande!

Graza disse...

É simples Tacci. Deixei de poder dizer que tinha 59 anos o que já me dá alguma saudade. E tive a extraordinária surpresa - mesmo surpresa - de não jantar só com a mulher e o filhos, mas com o grupo dos amigos de longa data e gostei muito daquele momento.

Obrigado também a si. Começo a ter algumas leituras de que gosto, em atraso e as suas são uma delas.

Graza disse...

São uns exagerados estes anónimos (as)! Mas está bem, trata do ego! Aceito a honra. Obrigado.