30 outubro 2010

29 outubro 2010

As sondagens católicas

Mentem, e em relação a Alegre são quase uma fraude. Veja-se:

"A Católica continua no mesmo diapasão de 2006. Pouco dias depois de uma outra agência atribuir 36% de intenções de voto a Manuel Alegre, a mais recente sondagem da Universidade Católica atribui 63% a Cavaco Silva e 20% a Manuel Alegre. Nada de espantar. Recordemos as sondagens desta agência em 2006:

Cavaco Silva 60% - Manuel Alegre 16%
Resultados finais nas urnas:
Cavaco Silva 50,54% - Manuel Alegre 20,74%

Dos 60% de Cavaco nas sondagens, não se encontraram muito mais do que 50% nas urnas. Cavaco não foi à segunda volta por pouco mais de 30 mil votos."

A diferença entre esta sondagem e a de outra agência é de 16%. Ora, se o eleitorado de Alegre é fixo e corresponde a 20% (2006) como conseguem explicar que a junção dos votos do BE e do PS para esta, não consiga adicionar votos?

18 outubro 2010

Qui’ils reposent en révolte

No DOC Lisboa passou o documentário Qu’ils reposent en révolte (Des figures de Guerre), que nos relata cenas dos imigrantes em Calais, maioritariamente afegãos e magrebinos - gente de origem suburbana conhecedora da movimentação nas urbes, com aspirações a metrópoles e aí, diferentes dos pobres afegãos e magrebinos - vítimas do negócio dos passadores (5.000 a 10.000 euros por passagem), que não tenhamos dúvida, exponenciam este problema ao criarem nos países de origem as quimeras que acabam em miséria debaixo de pontes e parques insalubres onde vegetam e onde a saída é a mutilação da sua identificação digital através de ferros em brasa nos dedos. Na falta do filme deixo este vídeo do Youtube, onde há várias reportagens sobre isto. O slogan era: No borders, no nations, stop deportations. Confesso que sobre este problema tenho mais dúvidas do que certezas. O filme era a preto e branco, mas não me parece que o problema o seja.
.
.

Alegre 2011

.
Quero um Presidente destemido e transparente, não um tabu, ele mesmo.

17 outubro 2010

O Lopes e o Nobel da Paz

Parece que Francisco Lopes vai continuar em maré. Desta vez foi esta: «Nobel da Paz é instrumento de guerra» - «Há uma hipocrisia na atribuição do Nobel da Paz», diz candidato presidencial do PCP. Em entrevista ao jornal Sol.

Ó Chico, instrumento de guerra? Sabemos que é pelo facto de Liu Xiaobo ser um oponente ao regime comunista chinês que esta nomeação para o Nobel da Paz não lhe caiu bem, mas não vale dizer que é um prémio cujo objectivo é exactamente o contrário, e se gritar muitas vezes que vem aí o lobo, quando for verdade ninguém acredita. Verifique ao menos esta relação com o histórico dos laureados para ver que não é “instrumento de guerra” e liberte-se dessa formatação se quer ser Presidente da República porque assim só terá votos formatados.

14 outubro 2010

12 outubro 2010

Cohn-Bendit e a Grécia

"São coisas que não passam nas TV’s", diz-se com razão no Uivomania. É que isto não é a conversa neoliberal da treta, isto vai contra o projecto financeiro que nos anda a tramar e que serve a muitos, mas não serve aos povos da Europa afectados por ele.

Que estraordinário discurso deste perigoso revolucionário. Viva o Maio de 68!


10 outubro 2010

Um candidato portanto

Não há nada a fazer quando cada um de nós tem a sua forma de aceitação do outro. É que há outros que por vezes não aceitamos nem á lei da bala, sem saber porquê, assim como se víssemos neles uma espécie de sinal alienígena que os repele. É o caso do candidato presidencial do PCP, o candidato dos pertants, o Francisco pertant Lopes. É este cromo aqui, se não conheciam ainda.
.
Vem isto a propósito desta abertura de hostilidades com Manuel Alegre que só prejudica a Esquerda. De facto, com amigos assim na Esquerda para que precisamos de inimigos? No fundo, este senhor não me surpreende, o que me surpreende é que não haja no PCP um debate que parta a cristalização em que caiu. E era simples: bastava olhar no Parlamento para a sua direita.

Nunca gostei de ver gente de Esquerda de cócoras para apanhar meia dúzia de votos.

08 outubro 2010

Cavaco em campanha

Cavaco é ou não candidato às próximas presidenciais? É que de algum tempo para cá anda numa roda-viva, indo a todas, todos os dias, num ritmo muito além da média verificada no seu mandato. Na falta de pretexto para o aparecimento público, ele manda que se encaixe tudo aqui: (...) “Lembrei, nessa altura, quando é que os meus antecessores tomaram uma decisão sobre aquilo que fariam no futuro” (...). Ora, das duas uma, ou é batota ou não é, porque não é pelo facto de outros terem feito mal que ele tem que fazer igual, dessa forma passa a ser batoteiro ao viciar o jogo político, servindo-se descaradamente da Presidência da República para relançamento da sua candidatura. Se não quer correr o risco de o considerarmos politicamente desonesto, não passe de repente a fazer campanha a partir do palácio. Querem a prova? Revejam as notícias de ontem, vejam as notícias logo, amanhã …

A ética não conta quando são os interesses pessoais que estão em jogo, é contra isto que deveremos lutar sempre, se queremos um país digno. Para já, Cavaco está fora desta luta.

03 outubro 2010

Rede Manuel Alegre

Ter participado na campanha de Manuel Alegre em 2006, foi, depois do 25 de Abril, quando mais próximo estive da forma como entendo o estar na política, porque não estar me exclui da cidadania que reclamo. Pela frontalidade dessa candidatura, Alegre é hoje a melhor garantia que temos e é por isso que volto a empenhar-me. Á semelhança desse ano o nosso apoio vai ser importante, aqui ficam os links definitivos dos endereços oficiais da campanha:
.
Site de campanha: http://manuelalegre2011.pt/
.

02 outubro 2010

Jardim proíbe Comunismo.

Jardim quer proibir o Comunismo, veja aqui. O homem ainda não se habituou: a revolução foi feita por democratas, com a ajuda de comunistas, é certo, e derrotou o Fascismo, e na lógica da guerra o derrotado submete-se. Perderam, amocham, e Jardim tem que amochar. Se falar muito, quem o proíbe somos nós.